TJTO, ESMAT e ICJP assinam Protocolo de cooperação

Publicado em Ter, 15/11/2016 - 18:15

O Presidente do TJTO - Tribunal de Justiça do Tocantins, Desembargador Ronaldo Euripedes de Sousa, e o Diretor Geral da ESMAT - Escola Superior da Magistratura do Tocantins, Desembargador Marco Villas Boas, firmaram um Protocolo de Cooperação  com o ICJP,  representado por  seu Presidente,  Professor Doutor Jorge Miranda, também signatário do documento. O convênio tem como objetivo estabelecer a cooperação acadêmica e científica, bem como propiciar o intercâmbio de experiências e pessoal nos campos da docência, da pesquisa e da cultura, dentro das áreas nas quais as partes tenham interesse.

O convênio com o ICJP amplia os termos de cooperação académica lançados num anterior convênio firmado com o Instituto do Direito Brasileiro da Universidade de Lisboa, representado pelo Professor Doutor Eduardo Vera-Cruz Pinto, do qual a Universidade Federal do Tocantins também é signatária.

O Protocolo agora assinado sustenta a realização do curso de Pós-graduação Lato Sensu em Direito Constitucional, que conta com a participação dos Professores da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Eduardo Vera-Cruz Pinto, Professor Catedrático e Presidente do Instituto do Direito Brasileiro da Universidade de Lisboa, e dos Professores Carla Amado Gomes, Rui Guerra da Fonseca, e Alexandre Sousa Pinheiro. O Curso de Pós-Graduação teve o seu início com o módulo de Direito Constitucional e Administrativo do Ambiente, leccionado pela Professora Carla Amado Gomes entre 17 e 21 de Outubro de 2016.

O Protocolo de cooperação prevê o intercâmbio de docentes e pesquisadores; a implementação de projetos conjuntos de pesquisa; a promoção de eventos científicos, sociais e culturais; o intercâmbio de informações e publicações acadêmicas; o desenvolvimento de programas para realizar estudos de pós-graduação lato sensu e stricto sensu; o intercâmbio de informação relativa a suas organizações, estruturas e funcionamento; a institucionalização de grupos de estudo na área de direito; e a participação em cursos, congressos ou outros eventos educacionais.

 

A DGPJ pretende constituir uma lista de interessados tendo em vista o recrutamento de juristas para, em comissão de serviço de dois anos, eventualmente renovável, exercerem funções como...

A Professora Doutora Ana Maria Guerra Martins, investigadora principal do Centro de Investigação de Direito Público (CIDP), foi eleita no dia 2 de outubro de 2019 como a próxima...

Fotografia do Prof. Freitas do Amaral (créditos: Lusa)

O Grupo de Ciências Jurídico-Políticas manifesta publicamente o mais profundo pesar pelo falecimento do Prof. Doutor Diogo Freitas do Amaral.

...

O Grupo de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa comunica, com grande pesar, o falecimento de um dos seus mais antigos Doutores e...

Equipa CIDP

A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) divulgou esta semana os resultados da avaliação das unidades de I&D realizadas por painéis de avaliadores oriundos de universidades estrangeiras de...

O Bastonário da Ordem dos Advogados, Guilherme Figueiredo, e o juiz do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, Professor catedrático Paulo Pinto de Albuquerque, organizam o...

Realizou-se nos dias 21 e 22 de março, o Congresso Luso-Brasileiro de Legística, na Cidade de S....

Lisboa, 6 e 7 de junho de 2019

O DIREITO INTERNACIONAL E OS LIMITES DA LUTA CONTRA O TERRORISMO

...

Páginas

black