Nota de pesar

Publicado em Ter, 10/09/2019 - 18:17

O Grupo de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa comunica, com grande pesar, o falecimento de um dos seus mais antigos Doutores e prestigiados Professores.

André Gonçalves Pereira doutorou-se em Direito (menção de Ciências Político-Económicas) aos 26 anos nesta Faculdade, onde se licenciara e fizera o Curso Complementar de Ciências Político-Económicas, sempre com a classificação de 18 valores.

No seu trajeto académico, iniciado desde cedo, prestou serviço em todas as disciplinas de Ciências Políticas, sobretudo em Direito Administrativo e Direito Internacional Público.

Desde a sua dissertação no Curso Complementar, “Contribuição para uma teoria geral no Direito Municipal”, da dissertação de doutoramento, “Erro e ilegalidade no Ato Administrativo” até à monografia, “Da Sucessão de Estados em matéria de Tratados” para o concurso para Professor Extraordinário do Grupo de Ciências Políticas, em 1966, André Gonçalves Pereira destacou-se pelo contributo dado ao moderno direito internacional. As suas “Lições de Direito Internacional Público” que dariam lugar ao “Curso de Direito Internacional Público”, com 3 edições, a terceira das quais contando com a colaboração de Fausto de Quadros, e nove reimpressões, constituíram obra de estudo em Universidades portuguesas, brasileiras, espanholas e de países de língua portuguesa.

Aos seus vastos conhecimentos, cultura profunda e arguta inteligência aliou-se uma vertente de experiência política e profissional, entre as quais relevam as suas funções de delegado de Portugal a várias sessões da Assembleia-Geral das Nações Unidas, a de representante de Portugal na sua Comissão Jurídica, e ainda de representante de Portugal em reuniões do Conselho de Governadores do Fundo Monetário Internacional, do Banco Mundial e da UNESCO. Fez parte da lista de peritos em Direito Internacional Público elaborada em 1967 pela Assembleia-Geral da ONU.

A dupla vertente deste académico, no pensamento e na ação, manifestou-se em muitas outras áreas, como o Direito Europeu (fez parte do grupo de reflexão Westendorp que preparou o Tratado de Amesterdão de 1997), o Direito Constitucional (sobretudo nos cursos de mestrado e doutoramento) e a advocacia dando contributos relevantes para a modernização do Direito em Portugal.

Por tudo isto o Grupo de Ciências Jurídico-Políticas, que tem o Professor André Gonçalves Pereira como um dos seus pais fundadores, não pode deixar de lamentar profundamente este triste acontecimento.

Parafraseando Jorge Miranda, “Trabalhar com o Professor André Gonçalves Pereira foi sempre uma experiência de rigor e de liberdade. É esse espírito de rigor e de liberdade que aqueles que foram e continuam sendo seus discípulos têm procurado manter e transmitir.”[1]

 


[1] Jorge Miranda, in Homenagem ao Professor Doutor André Gonçalves Pereira da Faculdade de Direito da Universidade de +Lisboa, Coimbra Editora, 2006, pág. 287.

 

Reuniu no dia 11 de novembro, pela 14h, nas instalações da Faculdade de Direito de Lisboa, o júri designado pela Comissão Coordenadora Científica do Centro de Investigação de Direito Público (CIDP...

O European Journal of Legal Studies lançou o Prémio "New Voices", com o objetivo de promover jovens investigadores.
 
A competição está aberta a estudantes de Mestrado, Doutoramento,...

Reuniu no dia 7 de novembro, pela 18h, nas instalações da Faculdade de Direito de Lisboa, o júri designado pela Comissão Coordenadora Científica do Centro de Investigação de Direito Público (...

O Professor Carlos Blanco de Morais, Vice-Presidente do ICJP e Coordenador Científico do CIDP, foi condecorado no dia 27 de outubro, no Palácio do Planalto, em Brasília, com a Ordem Nacional do...

O Institute of Advanced Legal Studies (IALS), em parceria com a United Nations Human Settlement Programme (UN-Habitat), abriu um processo de candidaturas com vista à obtenção de uma graduação de...

A presente obra, editada em parceria entre a AAFDL e o Instituto Superior de Ciências Jurídicas e Sociais de Cabo Verde (ISCJS), reúne as intervenções proferidas nas “II Jornadas de Direito...

 
Encontram-se desde já abertos, os concursos para atribuição de três bolsas,  uma no âmbito do CIDP e duas no âmbito do OPA, com o apoio financeiro da FCT/MCTES através de fundos nacionais...

A Comissão Fulbright anuncia a abertura de concursos para a atribuição de Bolsas a professores e investigadores portugueses que pretendam lecionar e/ou realizar trabalhos de...

Press release

Vão realizar-se no próximo dia 14 de Outubro de 2016 na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa as III Jornadas de Direito Municipal Comparado Lusófono,...

Ocorreu no dia 16 de Setembro de 2016 o evento de divulgação pública do livro  
 
O Direito da Energia em Portugal: cinco questões sobre o "estado da arte", 
editado pela AAFDL e...

Páginas

black